Imagem de girl, hair, and beach
"Lights will guide you home..."



Eu perdi as suas últimas palavras e já não me lembro da cor exata dos seus olhos.
Vejo cores de plástico em fotografias
E fico imaginando o gosto desse ou daquele sorriso
Que você está dando e eu nem sei por quê.
Eu vou deixando pegadas em todo lado
Mas na verdade estou sendo levada pelo vento de olhos fechados
Tentando lembrar daquelas malditas palavras,
Se era verde no sol ou azul de vez em quando
E eu ria te dizendo que isso não existe
A gente é de uma cor só
De um amor só
De várias vidas
E de outras coisas que insistimos em chamar de amor
Mas que bem no fundo são tentativas de recuperar
Aquilo que nos manteve vivos.

Eu piso no mundo
Mas também piso descalça em cacos de vidro e de tempo
E ninguém vê.
Eu vôo entre as nuvens
Mas eu já te contei que tenho medo de altura?
Eu abro a porta do meu quarto, visto um sorriso forçado
E saio tentando me convencer de que vai ser fácil sobreviver a mais esse dia
Perto do que foi conseguir dormir
Em meio a tanto pensar
Ontem à noite.                                               
Nem sempre dá certo
Mas às vezes dá.

Eu odeio aeroportos.
Odeio promessas.
Não gosto de expectativas.
Nem de saudade.
Mas acho que ninguém gosta né.
Andamos cansados e velhos
Estamos engordando
Perdendo cabelo
E ganhando dias.
Mas era pra ser difícil assim?
Você me diz
Me conta uma história dessas  de esquecer o resto
Quando eu olho pra areia da praia eu quero deitar ali com você.
Faz tempo que não vou à praia
Faz tempo que não lembro mais
Mas nunca me esqueço de pensar
E de tentar.
Meu coração parece não gostar de paz.




Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário