[1] 
As expectativas

Vamos começar do princípio: as expectativas. Antes de pensar em sair de casa, entrar no Tinder, ou simplesmente mandar uma mensagem safada para aquela sua B.A. em potencial (se me pedir pra traduzir a expressão, paro por aqui), esteja certo sobre o mais importante: O que você quer. Agora é o momento ideal para ser egoísta (e não na hora em que os dois estiverem na cama). Quanto mais claros forem os seus objetivos, mais fácil será encontrar o caminho certo até eles. Tente responder sinceramente as perguntas: Em qual vibe eu estou atualmente? Quero algo mais casual, ou estou à procura de um relacionamento? Quero ir direto ao ponto e depois ver no que vai dar, ou quero conhecer melhor a pessoa antes de chamar de mozão namorada?
Pra responder essas perguntas, você precisa estar livre dos seus preconceitos e bloqueios internos. Quanto mais sincero você for consigo mesmo, menores as chances de acabar frustrado ou frustrando alguém. Todo mundo passa por essas fases na vida. Se você está em um momento em que não se vê dentro de uma relação cineminha na sexta noite, mãos dadas e ficar gordo comer pizza, não há nada de errado com isso. O que acontece aqui é que, assim como você, a outra pessoa também precisa ter o direito de expressar sinceramente as próprias intenções. Então a partir desse ponto, você também precisa saber responder à pergunta: Eu estou pronto para uma mulher que quer ir direto ao ponto?

[2] Sensibilidade é melhor que Performance

Eu sempre falo isso para os meus amigos: Ser homem deve ser uma puta pressão. O grande fetiche masculino é impressionar a mulher com quem ele está, indiscutivelmente, e isso também é uma ‘explicação’ psicológica para muitos homens condenarem a mulher rodada experiente: como impressionar alguém que já fez de tudo? Ok. Agora vou te contar um segredinho: Você não precisa ser o rei das pussycats e nem ter todas as experiências mais malucas do mundo. Esqueça a performance dos atores daqueles vídeozinhos sacanas que você assiste. Esqueça as historinhas de pescador dos seus amigos. O que realmente conta, pra grande maioria das mulheres hoje, é a sensibilidade.
Eu estou certa de que, se eu perguntasse para as minhas amigas “Gente, o que vocês acham de ter um cara louco de tesão por você, que não diz coisas escrotas na hora errada, respeita o seu ritmo, está louco pra descobrir do que você gosta e ainda te trata muito bem antes e depois da transa?”, dez entre dez delas diriam “CADÊ ESSE SONHO DE HOMEM? ME PASSA O WHATSAPP DELE!”.
Mas como saber o que é escroto dizer e o que não é? Como descobrir a hora exata de soltar uma sacanagem no pé do ouvido dela?
A verdade é que cada mulher é única e os gostos são muito singulares. Você nunca vai ser perfeito pra todo mundo, e sempre correrá o risco de encontrar com uma mulher babaca que prefere te detonar para as amigas que abrir o jogo com você de que não foi tão bom assim (mas pode melhorar!). Alguns pontos chave podem te ajudar a diminuir os riscos de decepcionar uma mulher na cama, e chegar mais perto do objetivo de ser considerado um potencial:

Faça mais, fale menos

Vamos tentar ver as coisas de um ponto de vista mais feminino: Vocês acabaram de se conhecer, ainda não rolou nem um beijinho sequer, você já demonstrou que está afim dela, e começaram a trocar algumas mensagens, até agora nada sacana nessa conversa. Pedir para ela mandar nude, enviar uma foto do seu amigão ou simplesmente soltar a máxima #partiumotel? é muito mais arriscado do que continuar sendo o antigo cavalheiro que a convida para um rolêzinho descontraído e acaba ganhando um final feliz. Sem intimidade, a maioria das mulheres se sente travada ou pressionada a responder à altura, mesmo sem a intenção de corresponder ao que está dizendo. Tenha em mente que a questão de ser vista como vadia por querer e gostar de sexo ainda fala muito alto na sociedade, e nem todas estão preparadas para ligar o foda-se enfrentar o risco desse julgamento.
É verdade e eu concordo que, para dois desconhecidos, falar umas sujeiras atrás da tela do celular é muito mais confortável do que enfrentar uma reação agressiva cara a cara, mas infelizmente, se você manda uma mensagem sacana pra ela logo de cara, você é homem. Se ela faz isso, é safada. Procure demonstrar as intenções pra ela no barzinho: um olhar lascivo, um elogio, uma toque suave na perna ou no cabelo dizem muito, a ainda podem acender uma curiosidade que ela ainda não havia sentido ;)

Intimidade é uma casa

E uma casa se constrói com um tijolo de cada vez. A intimidade muda tudo: ser íntimo de alguém significa ter confiança o bastante nessa pessoa para mostrar um lado seu que quase ninguém vê. Para as mulheres, isso conta bastante no sexo. Apesar de já termos avançado bastante socialmente, muitas ainda sofrem uma pressão interna e externa em poder assumir o desejo sexual gostar de dar. Se você consegue mostrar logo de cara, que não a vê como um brinquedo e que ela não é menos importante do que aquela santinha que está segurando a periquita porque quer mostrar que é pra casar, meu amigo, você tem que estar preparado para libertar o Kraken (hehehehe). 


[3] Consegui! E agora?

Seguiu todos os conselhos da Tia Bhá até agora e seu deu bem com a gatinha? Ah moleque! Você está no caminho certo. Agora é hora de colocar tudo o que você sabe em prática e torcer para ter uma noite inesquecível. Pra chegar mais perto desse objetivo, algumas dicas podem te ajudar:

Conheça o seu perfil

Quem é você na cama? Você domina ou prefere ser dominado? Como reagiria se levasse uma mão na cara bem no ápice do momento? Existe alguma coisa que você não dispensa no sexo de jeito nenhum? Saber quem você é ajuda a definir quais serão os seus passos e se a garota que está com você é compatível ou não com seu perfil sexual. Se você é dominador e ela também, o risco é de que vocês acabem disputando pelo comando e de que um não aproveite tanto quanto o outro. Se você curte uma mulher com mais atitude e ela é naturalmente tímida, vai apanhar um pouquinho para libertar a Sasha Grey que existe dentro dela. Ela é inexperiente? Paciência é a chave do negócio. Ser o primeiro em algo não faz de você melhor em nada, se você não souber fazer direito. Ela é experiente demais? E quantos anos você tem, 12? Quanto mais treino, melhor o jogo. Parar pra pensar em tudo o que ela fez ou deixou de fazer antes de te conhecer vai matar o clima para ambos.
Agressividade tem que ser algo gradativo. Como saber se ela curte levar uns tapas? Perguntando. Oservando as reações. Talvez ela nem saiba se curte ou não, só está esperando alguém ser homem educado o suficiente para mostrar as coisas novas com sensibilidade (olha ela aqui de novo!).

What comes around goes around

Se você tem nojinho de colocar a boca nela, mas adora receber um oral bem feito, me faça um favor: vista-se, invente uma desculpa, poupe o tempo dela e comece a considerar a possibilidade de você ser um babaca. Egoísmo e sexo não combinam, pelo menos não se você quiser se assegurar de ter a moça por perto sempre que o tesão bater. O que tem que acontecer aqui é uma troca de experiências e não um serviço profissional gratuito.

Ritmo, logística, e precisão

Sexo também é matemática, suor e lógica.  Quando você aprende a identificar qual o ritmo da outra pessoa, tudo flui de maneira mais natural e mais prazerosa. Você já passou da puberdade e não aguenta mais uma atrás da outra? Invista em preliminares longas. Regra 1 do corpo feminino: expectativa é = tesão que por sua vez é  = lubrificação. Quanto mais tempo você demorar para meter a mão lá em baixo explorar as áreas mais íntimas do corpo dela, mais preparada ela vai estar para quando acontecer. Tudo o que é pele tem tato e toda estimulação é bem vinda: desde amassos que vão aumentando de intensidade até beijos mais longos em locais estratégicos.  Você anda cheio de energia e vai usar o pernoite inteiro? A mesma regra vale, mas que tal começar por você? Ensino essa logística para todas as minhas amigas: Passo 1: oral em você até o fim (isso mesmo, até o fim). Passo 2: enquanto você se recupera, a atenção é toda dela. Passo 3: ela acabou de chegar lá e você já está pronto pra outra? Te garanto que vai ser inesquecível.

Será que ela chegou lá?

Vamos desmitificar alguns pontos aqui. Apesar do imaginário contar e muito na hora do sexo, a garota que está com você na cama não passa de uma mera mortal. A qualidade do que ela tem para oferecer está diretamente relacionada com a qualidade daquilo que ela já recebeu. Em outras palavras, nós queremos proporcionar ao outro o melhor que já experimentamos, e é AQUI que você entra. Gritos altos e gemidos profundos nem sempre significam que você está mandando bem demais, ao contrário, ela pode estar cansada daquela posição e querendo chegar logo ao happy ending. Ela não soltou nem um gritinho até agora? Fique tranqüilo. Tenha em mente que cada pessoa sente o sexo de uma maneira, e não é porque ela não parece estar cada vez mais louca que não esteja curtindo o momento. Se você focar em oferecer o seu melhor e prestar atenção aos detalhes, não tem como não ter final feliz.

Uma questão de postura

Se eu tivesse que apagar todos esses conselhos e escrever apenas um, à todos os homens que estão lendo isso agora, eu diria apenas “auto-estima”. Aqui é onde realmente vale à pena ser egoísta. Invista em você, no seu físico, no seu bem estar e na construção da sua personalidade. Invista no seu próprio conceito de sucesso e procure equilibrar todas as outras áreas da sua vida. Depois disso a qualidade do sexo para você passa à ser apenas uma conseqüência (muito boa por sinal). A forma como você se vê reflete na forma como você se comporta: você acredita que as outras pessoas também tem essa visão (surpresa: existem outras, talvez melhores versões de você aos olhos das gatinhas!). Quanto mais seguro e auto confiante você estiver, mais será capaz de mexer com a imaginação dela, que na minha opinião, é o verdadeiro ponto G feminino. Um exemplo? Como explicar o fenômeno de sucesso do piegas “50 tons de Cinza”? Christian Grey, um dos personagens principais do livro, é um homem poderoso, intelectual, bem sucedido e confiante. Tire da cabeça a idéia de que você precisa ser rico para conquistar as mulheres: acreditar em si mesmo já faz toda a diferença. Talvez uma meia dúzia de interessadas possa agir diferente mas, conversando e conhecendo cada vez mais as pessoas, dá pra sentir que o que falta mesmo é paixão. Um sonho, um objetivo, um trabalho bem feito e um brilho nos olhos conquistam. Carro, mansão, e sobrenome, compram.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário