Trilha Sonora:


Eu não sei se sou eu quem demorou a perceber, mas de uns tempos pra cá eu tenho sentido uma onda de "Felicidade forçada" acontecendo na sociedade, principalmente por meio das redes sociais. É dificil ver alguém postando fotos/frases tristes, e quando isso acontece, logo são recriminados por estar "expondo a vida pessoal". A nova cultura determina que, em um espaço público, como o facebook por exemplo, apenas devemos expor vitórias, imagens e frases que espelhem uma condição emocionalmente saudável e de felicidade plena, o que seria maravilhoso se de fato fosse emocionalmente saudável estar feliz o tempo todo. Essa semana revi uma antiga foto minha no aplicativo instagram com uma frase que dizia "Seja feliz na frente dos seus inimigos. Isso mata eles", e comecei a questionar aquilo. De fato, sempre vão existir pessoas que não tem controle sobre os sentimentos negativos, sentados na nossa platéia, cheios de pedras na mãos apenas esperando o momento exato de nossas fraquezas. Mas abdicar-se do direito de sentir o que realmente estamos sentindo apenas para não dar chance de alegria ao inimigo, não seria da mesma forma, dar valor demais à ele? Será que essas pessoas, que na maioria das vezes te perderam ou mal conhecem você, valem o desgaste emocional de estar o tempo todo bem, feliz e realizado? 
A vida nunca foi feita apenas de sorrisos. Alguns sábios professores uma vez me disseram que as perdas e derrotas também significam uma vitória. Uma vitória contra a ignorância e a inocência. Cicatrizes que vão te fazer mais forte e mais sábio. Lágrimas que se transformam em sementes ao secar. Quantas vezes nós precisamos experimentar o errado para enfim, identificar e assimilar o que é certo? Você já parou pra pensar que várias pessoas tiveram que experimentar cada tipo existente de morte pra que nós pudessemos saber o que era perigoso? E que outras várias tiveram que continuar caminhando com o vazio de uma perda que eles sequer sabiam explicar?
Às vezes algumas amigas me ligam: "Ai Bha, o fulano me traiu. To arrasada, não sei o que fazer". Eu respondo: "Ta doendo? Então vai no banheiro e chora. Mas chora bastante. Até não ter mais lágrima pra rolar. Depois você levanta, lava essa cara, e vai fazer o que tem que fazer".
Não, não estou mandando você postar uma foto no instagram com a maquiagem borrada de choro e a hashtag #TomeiUmPéNaBunda. Mas que você não abra mão do direito de não estar feliz. De ter um dia nublado, sem graça. De escutar uma música e chorar. De querer ficar na cama lendo um livro e pensando na vida, porque esses dias escuros onde nada parece valer à pena também ajudaram a construir o que você é hoje. E o melhor de tudo, é que eles nunca duram pra sempre.
____________________________________________________________________________________________

Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário